Foto: AI Glória

Aos 35 anos, o atacante Cleverson foi dispensado do Ypiranga de Erechim na última quarta-feira (15) através do aplicativo de mensagens WhatsApp. A situação pegou de surpresa o atleta, que foi ao Twitter desabafar.

Ao Rede Esportiva, ele falou da repercussão que a história tomou. “O que aconteceu é que foi negociada uma rescisão por mensagem, basicamente isso, inclusive estava programada minha apresentação. Aí acordei com um bom dia daqueles. Repercutiu legal, bastante e também pegou mal. Ainda bem que levo tudo na brincadeira, mas é constrangedor”, lamentou.


Cleverson disputou o Campeonato Gaúcho pelo Avenida e chegou ao Ypiranga após o estadual. Após sofrer uma lesão na panturrilha, ficou acertado que ele se apresentaria assim que estivesse recuperado. Quando melhorou e estava pronto para voltar a jogar, foi avisado pelo diretor de futebol Renan Mobarack, via WhatsApp, que não estava mais nos planos do técnico Fabiano Daitx.

Com a dispensa, o atleta nem chegou a atuar pela equipe, que está disputando a Série C.

O tweet, inclusive, foi respondido por torcedores do Pelotas pedindo sua volta à Boca do Lobo.

Passagens pela dupla Bra-Pel 

Cleverson fez história no Brasil, em 2015, ao marcar o gol contra o Fortaleza que levou o Xavante à Série B do Campeonato Brasileiro. No Pelotas, mais recentemente, em 2018, fez parte do elenco campeão da Divisão de Acesso.

Futuro

Sobre os próximos passos na carreira, o atleta pretende resolver as pendências para depois buscar novos rumos. “Agora o pensamento é resolver essa situação com o Ypiranga para depois pensar no futuro. Isso já tá sendo resolvido pelos advogados.” O atacante contou ainda que, após o ocorrido, não teve mais contato com ninguém do clube de Erechim.

O atacante não descartou uma possível volta ao Lobo. “Uma boa parte da torcida sempre me procura, até pelo trabalho que fiz. Tenho uma boa relação com o Gilmar, com o pessoal no clube. É claro que se houver uma procura será vista com bons olhos”, falou.

 

Deixe uma resposta