Após tratar como “definida e determinada” a data para o retorno da Série A em 9 de agosto, o presidente da CBF falou sobre quando deverá ocorrer o retorno das demais competições nacionais.

Segundo Rogério Caboclo, presidente da entidade, a Copa do Brasil será retomada no dia 26 de agosto. Nessa mesma data, a Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino deverá retornar também.

A Série B do masculino segue programada para retornar no dia 8 de agosto, assim como a C.

Na Série A, a CBF conseguiu apoio de 19 dos 20 clubes para realizar partidas fora dos locais de mandos de cada um caso necessário. O único voto contra foi do Athletico. Na Série B, os 20 clubes acordaram com o modelo.

A Copa do Brasil foi paralisada no decorrer da terceira fase da competição. As partidas de ida já haviam ocorrido. O Brasil, perdeu por 1 a 0 para o Brusque, em casa. A decisão de quem passará para a próxima fase será na casa do Brusque.

“Nosso planejamento vem desde o início da pandemia. Tínhamos planejado semana a semana qual seria o cenário. Discutimos diariamente isso. Decidimos a Série A em uma reunião que durou quatro horas. A Série B inicia na véspera, dia 8. Definimos que a Série C também. Foi uma reivindicação feita por eles. A Copa do Brasil fica no dia 26” disse Rogério Caboclo, ao O Globo.

A Série D ainda não possui uma decisão e a entidade irá aguardar para determinar uma data. Com 68 equipes e 61 cidades envolvidas, a dificuldade para a logística aumenta. “Demandam um operacional um pouco mais complexo. As equipes precisam de maior reestruturação para voltar e também uma logística maior”, afirmou Caboclo.

O objetivo principal da entidade é conseguir ajustar o calendário até 2022. “Vai invadir janeiro, fevereiro, pode chegar a meados do mês. Mas temos algumas premissas que vão além. Muita gente não leva em consideração. Nosso horizonte é a Copa do Mundo de 2022, marcada para começar em novembro. Obriga o nosso calendário a terminar pelo menos um mês antes, em outubro de 2022. Temos que encerrar 2020 na segunda quinzena de fevereiro, iniciar os estaduais na última semana do mesmo mês, o Brasileiro no final de maio de 2021”, disse.

De acordo com o presidente da CBF, inclusive as pausas da competição em datas FIFA deverão ser suspensas. “Infelizmente, é impossível. Lamento profundamente, mas nem considero como uma questão não cumprida. Diante do que aconteceu, essa questão não é nem cogitável mais. Se fossemos, preservar a seleção, não entregaríamos as competições. Todos vão compreender que é impossível”, afirmou o mandatário da entidade.

_____________________
Colaborou: Felipe Monterosso

Deixe uma resposta