Nos próximos dias serão conhecidos os dois times que irão para a final da Divisão de Acesso e, consequentemente, para a Primeira Divisão em 2020. Entre as equipes que estão na disputa, uma delas chama atenção: o Esportivo. Tendo como gerente-executivo o ex-zagueiro pelotense Fernando Cardozo, o clube que completa um século neste ano conta em seu elenco com nada menos do que 14 jogadores com passagens pela dupla Bra-Pel – sem contar o próprio dirigente.

A lista parece interminável. Mas faz bastante sentido quando se percebe que, dos nomes a seguir, muitos tiveram passagens com êxito por pelo menos um dos lados da cidade: Gustavo Xuxa, Nena, Xaro, Athos, Cleiton (zagueiro que defendeu o Pelotas no último Gauchão), Nunes, Diego Torres, Jackson, Renan, Jonatas, Jonas, Vinícius Martins, Zulu e Jonathan.

Foto: Kévin Sganzerla /AI Esportivo

Ex-meia de Pelotas e Brasil, com identificação maior do lado xavante, Athos conversou com o Rede Esportiva e comentou a curiosidade de muitos atletas já terem atuado em Pelotas. “Aqui têm vários jogadores que passaram pela dupla Bra-Pel e com certeza a gente fala (sobre isso). Quando estamos na concentração, a gente fica vendo os jogos, hoje principalmente os do Brasil, que está jogando a Série B. A gente fica na torcida”, disse.

Responsável pela montagem do elenco, Fernando Cardozo, que já vestiu as camisas de Pelotas e Brasil, contou como foi feito o planejamento para contratar os nomes conhecidos dos pelotenses. “Escolhi aqueles que se encaixavam nas características e no perfil que eu queria para o clube, para a competição que viria e não só para isso, também para o centenário que o clube vai viver (o Esportivo foi fundado em 28 de agosto de 1919). Era uma coisa que me deixava preocupado, já que a parte externa, a expectativa e a ansiedade aumentam muito (numa condição dessas). Também por isso a escolha por jogadores experientes.”

Segundo Cardozo, o fato de serem atletas talhados para momentos importantes pesou na escolha de contratar vários jogadores experientes para o elenco do time da Serra. “Tinha pensado lá atrás, e aí veio o perfil desses jogadores que já passaram pela Dupla. Eles já viveram momentos de decisão e isso é importante. A primeira decisão já foi no domingo, os primeiros 90 minutos, e agora tem mais os 90 do jogo da volta. O clima é de ansiedade, estamos tendo bastante trabalho. É um grupo maduro e mostrou isso no primeiro jogo lá (em Venâncio Aires), quando teve dificuldades e chegou a estar perdendo o jogo.”

Com passagem por Pelotas e Brasil, Athos defende o Esportivo (Foto: Kévin Sgonzerla / AI Esportivo)

“A gente vai se preparar da melhor maneira possível, como a gente se preparou na semana que antecedeu a primeira partida, buscando neutralizar as coisas boas do adversário e com respeito ao Guarani, que tem grandes jogadores e um grande técnico. Vamos buscar colocar em prática o futebol que apresentamos até agora e que nos fez chegar até o momento com condições de acesso. A gente tá bem comprometido com isso para conquistar nosso grande objetivo da temporada do Esportivo, que é o acesso à Primeira Divisão gaúcha”, disse Athos.

A situação da Divisão de Acesso

Glória de Vacaria, Ypiranga, Guarani de Venâncio Aires e Esportivo disputam duas vagas na final e, consequentemente, na Série A.

Na primeira partida da semifinal entre Glória e Ypiranga, a equipe de Vacaria saiu na frente ao vencer por 1 a 0. O jogo de volta vai ser na quarta (8), às 20h, no Estádio Altos da Glória.

Na segunda semifinal, o Esportivo venceu o Guarani-VA, fora de casa, por 2 a 1. O jogo de volta vai ser no domingo (12), às 15h30, na Montanha dos Vinhedos.

Campanha

Na fase classificatória o Esportivo terminou líder do Grupo B com 25 pontos.

  • 14 jogos
  • 7 vitórias
  • 4 empates
  • 3 derrotas

Nas quartas de final passou pelo Lajeadense com uma vitória e um empate.

Veja quem são

Deixe uma resposta