Foto: FGF

Na tarde desta quinta-feira (18), a Federação Gaúcha de Futebol divulgou um protocolo para o retorno do Campeonato Gaúcho. No documento, a sugestão de data para reinício do Gauchão é o dia 19 de julho. Todas as partidas serão sem público e os estádios selecionados são em Porto Alegre, região metropolitana e Caxias. A exceção é o clássico Bra-Pel, programado para a Boca do Lobo.

Conforme o cronograma apresentado, a dupla pelotense entra em campo pelo Bra-Pel no dia 19 de julho. Os jogos da fase classificatória ocorrerão nos dias 19, 22 e 26 de julho. A semifinal será no dia 29 e a final do turno no dia 2 de agosto. A final geral deverá ocorrer nos dias 5 e 9 de agosto.

Locais de jogo da dupla Bra-Pel segundo o protocolo

Brasil – Pelotas x Brasil (Boca do Lobo).
Brasil x Juventude (Estádio do Vale, em Novo Hamburgo).
São Luiz x Brasil (Arena do Grêmio, em Porto Alegre).

Pelotas Pelotas x Brasil (Boca do Lobo).
Caxias x Pelotas (Estádio Centenário, em Caxias do Sul.
Pelotas x São José (Estádio Centenário, em Caxias do Sul).

Em entrevista à Rádio Grenal, o presidente da FGF, Luciano Hocsman, disse que a Federação espera o retorno do governo do estado quanto à proposta de retorno apresentada para que, após, possa adequar o protocolo e a logística às exigências.

O presidente afirmou também entender que, realizando a testagem antes do primeiro confronto, e mantendo os atletas em regime de concentração no decorrer do campeonato, o risco de contaminação é muito baixo.

No documento apresentado, CBF e FGF determinam um corte radical no número de profissionais envolvidos em cada evento. A FGF solicitará que todos os profissionais envolvidos nos jogos (maqueiros, gandulas, profissionais da imprensa e demais) sejam submetidos ao mesmo processo de testagem.

Será realizada uma primeira bateria de testes nas equipes, com um total de 50 por clube. Essa primeira, deverá ocorrer preferencialmente no retorno aos treinamentos. A segunda bateria de testes, também de 50 unidades por clube, deverá ocorrer na fase final de preparação. Após os testes, os atletas inciarão imediatamente o regime de concentração.

Lembrando que não terá rebaixamento nesta edição, mas os últimos colocados poderão ter que dividir as para 2021 com dois clubes que tiverem o acesso.

Foto: reprodução / FGF

Foto: reprodução / FGF

Foto: reprodução / FGF

Foto: reprodução / FGF

Outras exigências apresentadas

  • Regime de concentração para as três rodadas restantes com limite de dois atletas por quarto e preferência de quartos individuais;
  • Delegações limitadas a 31 integrantes;
  • Deslocamento ao estádio em dois ônibus para evitar aglomerações;
  • Chegada ao estádio uma hora antes do jogo;
  • Atletas chegam preferencialmente fardados e limitam o uso dos vestiários;
  • Limite de 50 profissionais (25 nas áreas de competição e 25 nas áreas administrativas);
  • As delegações de cada clube serão limitadas a 31 pessoas: 17 atletas, 5 dirigentes ou funcionários administrativos, treinador, preparador de goleiros, preparador físico, médico, massagista/fisioterapeuta, 1 analista de desempenho, 1 roupeiro e 2 seguranças.

Colaborou: Felipe Monterosso

Deixe uma resposta