Arte: Rede Esportiva

A vitória diante do Vila Nova garantiu o Brasil na Série B de 2020, faltando apenas a confirmação matemática, e trouxe repercussões inesperadas. A primeira foi a volta das entrevistas dos jogadores após o jogo e, em seguida, mais uma declaração polêmica do presidente Ricardo Fonseca.

Para o presidente, o principal motivo da permanência do Brasil na Série B é a liderança de Leandro Leite no vestiário. Ele até citou outros jogadores mais experientes na entrevista à Rádio Pelotense, mas foi para o capitão os mais rasgados elogios.

Para ele, se alguém merece uma estátua no Bento Freitas, é Leandro Leite. A história de sucesso do presidente no Xavante se mistura com a do capitão. Quando assumiu, em 2012, Leite chegou ao clube para nunca mais sair.

Juntos deixaram a Segunda Divisão gaúcha no ano seguinte e iniciaram a saga de acessos nacionais até chegar na Série B.

Reconhecimento justo e críticas exageradas

Leandro Leite não é mais o mesmo. A idade chega para todos. Mas colocar sempre na conta dele os resultados adversos não é justo. Não é dele a responsabilidade, por exemplo, de marcar gols.

Entender que ele não tenha mais capacidade para ser titular sempre, é razoável. Mas escorraçá-lo do Bento Freitas, é não enxergar o óbvio.

Ele está na história como capitão na maior sequência de acessos do clube na história. Vejo que o ciclo está chegando ao final, mas ele merece muito respeito e reconhecimento da torcida.

O jogo que ninguém parecia querer vencer

Pressionado pela posição crítica na tabela de classificação, o Vila Nova até tentou se impor em casa. No entanto, sem organização e pouca qualidade, já no primeiro tempo, permitiu as melhores chances do jogo para o Brasil.

No início da etapa final o Xavante deu mole em dois cruzamentos na área. No primeiro, Carlos Eduardo brilhou e, no outro, Gastón Filgueira desperdiçou.

O jogo se arrastou e parecia que não aconteceria mais nada. Mas, num balão do zagueiro Heverton, Ari Moura aproveitou e abriu o placar. Pouco depois, Bruno Aguiar marcou um golaço de falta, afastando de vez o Rubro-Negro do Z4.

Um comentário

  • Mario Luiz Moro 30 / 10 / 2019 Resposta

    Se ele prometer que vai se aposentar, pode até fazer uma estátua para ele.Agora está explicado porque o L.Leite não sai do time é o queridinho do Presidente.

Deixe uma resposta