Arte: Rede Esportiva

Além de sofrer com as saídas de Marcinho e Bruno Paulo, dois jogadores que eram importantes no elenco xavante, o técnico Bolívar também vem sentindo o peso da quantidade excessiva de lesões e o grupo reduzido. No empate diante do Oeste, a dificuldade técnica vinda do banco foi clara. Saíram Cristian, Diogo Oliveira e Rafael Grampola para entrar Elias, Rodrigo Alves e Daniel Cruz, todos muito abaixo dos titulares.

O resultado foi bom, mas, principalmente no segundo tempo, o rubro-negro sofreu muito com a pressão adversária e, quando houve a possibilidade, faltou qualidade para contra-atacar.

Time tem posse de bola, mas não consegue finalizar
Ficar com a bola não tem sido problema para o Brasil. Na maioria dos jogos tem equilibrado nesse quesito com os adversários, no entanto, o resultado da posse de bola está muito abaixo do desejado.

Além de permitir que os adversários finalizem muito, o Brasil não consegue a mesma efetividade. No jogo diante do Oeste, por exemplo, o único chute certo foi o gol de empate marcado por Cristian.

Marcinho e Bruno Paulo já devem ser páginas viradas
Não há dúvidas que Marcinho e Bruno Paulo tecnicamente seriam jogadores importantes no elenco xavante, mas como não houve acordo financeiro e clube passa por dificuldades financeiras, que sigam as suas carreiras e o clube resolva os seus problemas.

No momento, o maior reforço que o Brasil pode ter é pagar os salários em dia para manter os jogadores focados na manutenção da vaga na Série B. A direção do clube precisa equilibrar as finanças e aprender a trabalhar com o orçamento de acordo com o que arrecada.

Deixe uma resposta