Pressionado pelo péssimo início de Série B, o Xavante volta a jogar em casa no próximo sábado diante do América-MG, um dos grandes da competição, mas que também iniciou muito mal.

O discurso no Brasil parece o mesmo, mas os erros também são. Defensivamente, com a exceção da improvisação na lateral esquerda, as atuações têm sido razoáveis. Falta mais intensidade ofensiva. Com 10 dias de preparação em relação ao jogo passado, a expectativa é de um acréscimo importante neste sentido. Pelo que foi apresentado até agora, Diogo Oliveira e Rafael Grampola entre os titulares me parecem escolhas óbvias, mas, além disso, o Brasil precisa se impor mais para chegar à primeira vitória.

Nova promoção de ingressos obriga melhora público
Dentro das possibilidades, a direção do Brasil não tem medido esforços para facilitar a presença do torcedor de classe mais baixa no estádio. Para o jogo de sábado serão 1000 ingressos a R$ 20 e ainda há a promoção que dá direito ao sócio adquirir ingresso para outro torcedor por R$ 10. São valores muito acessíveis e, justamente pela campanha não ser boa, o time precisará muito de um público bem maior para buscar a primeira vitória.

Pelotas mira competição nacional
O Pelotas, em função das indefinições da Copa do segundo semestre e também da cota do Gauchão do próximo ano, ainda não planejou a sequência do clube. Mas o presidente Gilmar Schneider mantém a convicção de que o clube precisa chegar numa competição nacional.

O caminho é esse. Não há como um clube do tamanho do Pelotas ficar pensando somente em Campeonato Gaúcho e se contentar em não rebaixar no regional. A Copa FGF parece ser um atalho, mas os erros recentes precisam servir de lição.

FootGolf em destaque
No último domingo tive a oportunidade de conhecer o FootGolf, a nova modalidade esportiva com representantes fortes no Clube Campestre. A equipe de Pelotas representa o RS no Campeonato Brasileiro e também esteve no Mundial do ano passado, no Marrocos.

Pelo primeiro torneio da imprensa, fiquei com o segundo lugar. Vinícius Guerreiro, do Diário Popular, foi o primeiro, e o colega Mateus Trindade, da RBS, ficou na terceira colocação.

Agradeço ao atleta e amigo Humberto Bertoldi pelo convite e oportunidade.

Deixe uma resposta