Com grande satisfação, aceitei o desafio para ocupar este espaço de opinião no Rede Esportiva. No passado, acompanhei o início deste excelente projeto que contribuiu com a formação de diversos profissionais de sucesso no jornalismo e que ampliou a abrangência das informações do futebol pelotense.

Mais do que projetos mirabolantes, o que realmente me atrai são projetos que envolvem pessoas sérias e com conteúdo fundamentado. Por isso, logo na primeira reunião com os amigos e competentes jornalistas Renan Turra Silva e Maurício Martins, entendi que o retorno do Rede será para acrescentar, e muito, na comunicação esportiva de Pelotas.

A ideia deste espaço que irei ocupar é ampliar o debate em torno do futebol. Aprofundar os bastidores, indo além das quatro linhas e do simples resultado de campo. Acredito que um entendimento mais macro do futebol possa contribuir para uma análise mais racional dos resultados.

Costuma-se dizer que o resultado de campo é o que move os clubes de futebol. Mas, na minha visão, o resultado se dá de fora para dentro. Sem gestão profissional não é possível crescer ordenadamente. Muitas vezes os resultados momentâneos mascaram grandes equívocos administrativos. No futebol, como na vida, não é possível ganhar sempre. A gestão e os investimentos nele não podem ficar condicionados somente ao resultado a curto prazo. Quem dirige, precisa ter planejamento e convicção para que os recursos sejam aplicados de maneira responsável, como em qualquer empresa.

A dupla Bra-Pel, cada lado dentro da sua realidade atual, tem tido avanços importantes na parte administrativa. Na sequência, vou aprofundar por aqui a maneira que cada clube trata da gestão. Será um prazer tê-lo ao meu lado.

 

 

Deixe uma resposta