Arte: Rede Esportiva

Mais um confronto histórico

Polêmico pelas entrevistas, criticado por alguns métodos administrativos e contratações de jogadores, mas extremamente vitorioso. Assim é Ricardo Fonseca, o presidente do Brasil que mudou o clube de patamar dentro de campo.

Talvez não tenha sido protagonista em todas conquistas, até acho que não foi, mas ninguém pode tirar dele a capacidade em identificar o caminho do sucesso.

Muitos atribuem exclusivamente a sorte, mas ninguém sai da Divisão de Acesso estadual e chega à Série B e Copa do Brasil e permanece, só por ter estrela.

Nesta quinta uma nova página histórica poderá começar a ser escrita na sua gestão, no confronto diante do Brusque, pela terceira rodada da Copa do Brasil, o clube jamais havia alcançado esta etapa da competição.

Longe do ideal técnico, mas com resultados razoáveis

A campanha no Gauchão está longe do ideal, mas pelo pessimismo, ou realismo, inicial, a recuperação com duas vitórias diante de São José-POA e Novo Hamburgo, tranquilizaram o ambiente. Além disso, ter avançado em duas etapas da Copa do Brasil, também foram importantes para respaldar o trabalho da comissão técnica.

A produção, no entanto, ainda está muito abaixo do que se espera de um time de Série B.

Na última rodada, diante do Inter, era de se esperar a superioridade do adversário. Porém, o que se viu foi só o adversário jogando e Brasil se defendendo o tempo inteiro, sem chutar uma bola no gol e, além da derrota por 2 a 0, sofreu pressão o tempo inteiro.

Brusque deverá ser um adversário mais complicado

Quando passou da primeira fase na Copa do Brasil, o Xavante enfrentou teve o Gama como adversário que estava invicto e com números excelentes até então, mas o parâmetro era o campeonato candango que não é lá muito expressivo. Na segunda fase o adversário também vinha muito bem, e já demostrou mais qualidade.

O Brusque também não é do primeiro nível nacional, mas pelo que vem apresentando num nível um pouco maior em relação aos anteriores, indica que será um adversário bem mais complicado.

Nesta fase passam a ser dois jogos, mas o primeiro confronto pode ser o mais importante, dependendo do resultado conquistado.

Deixe uma resposta