Arte: Rede Esportiva

Ainda que os resultados não tenham sido dos piores, as atuações do Pelotas com o Felipe Endres pouco empolgavam. Mesmo com posse de bola e discurso pomposo, o time sempre demostrou muita instabilidade diante de adversários, teoricamente, mais frágeis.

A desconfiança e até uma certa apatia do grupo levou o presidente Gilmar Schneider a comparar o momento atual com a inesperada, mas justa, eliminação áureo-cerúlea no ano passado diante do Real. Assim como no atual momento, o time também vinha conquistando os resultados, mas não convencia. Parecia imaginar que venceria quando quisesse e pagou com uma dura eliminação.

Pensando nisso, logo na primeira derrota diante do Bagé, o presidente optou pela troca e trouxe o ex-zagueiro Antônio Picoli, um técnico mais “cascudo”, com discurso mais impositivo.

Ainda não dá para afirmar que o trabalho é melhor, no entanto, não há dúvida que a mudança ameniza um pouco da desconfiança da torcida.

Projeto Gauchão em ação

Não foi só pensando na Copinha que a direção áureo-cerúlea concluiu que era necessário trocar. Já na apresentação foi anunciado que o técnico fez contrato até o final do Gauchão. Mas para que o planejamento do próximo ano seja colocado em prática mais tranquilamente é fundamental que o Pelotas encerre bem a atual competição.

Embora a copa do segundo semestre seja esvaziada, principalmente na primeira fase, talvez seja mais importante do que o Campeonato Gaúcho para a sequência do clube.

O Pelotas precisa disputar uma competição nacional e o caminho mais fácil, ou menos difícil, é a copa do segundo semestre.

Jogo nostálgico para comemorar o aniversário

Além da primeira oportunidade para acompanhar o trabalho do novo técnico áureo-cerúleo, o próximo sábado (12) também será para comemorar mais um aniversário do clube e rever ídolos que marcaram época com a camisa do Lobo.

A preliminar da partida entre Pelotas e União Harmonia será entre ex-atletas e nomes como Ademir Alcântara, Betão, Toninho Costa, Pablo, Eugênio, Eduardo, Delcio, Paulo Ricardo, Celso Guimarães e muitos outros estarão matando a saudade da Boca do Lobo e da torcida, a partir das 13h30.

Deixe uma resposta