Arte: Rede Esportiva

O recomeço tricolor
Se para a dupla Bra-Pel as dificuldades são imensas, imaginem então como são para o Farroupilha. Atualmente na terceira divisão gaúcha, o Fantasma não tem recursos escassos, pouco apelo de torcedores e ainda precisa equacionar dívidas passadas.

Mas, mesmo com a dificuldades, a nova diretoria liderada pelo presidente Félix Penedo, iniciou a gestão repaginando o clube e, dentro do possível, modernizando o processo.

João Alcindo Degrandis que fazia parte da base do clube, assumiu a função de vice de futebol e contratou José Felipe Borges (Chinês) que atua a muito tempo no futsal do Paulista FC, para ser o gerente de futebol.
Através do novo gerente foi também oficializada uma parceria com a Universidade Federal de Pelotas, para utilizar profissionais e alunos de diversas áreas.

O clube também anunciou um plano de sócios bem popular que poderá mobilizar os simpatizantes do clube.
Comissão técnica caseira, mas com experiência.

O anúncio de Eugênio Lopes para comandar a equipe junto com preparador físico Luciano Proença, foi uma surpresa positiva

Eugênio, além de ter sido um grande jogador, sempre teve uma leitura de jogo diferenciada. É profissional de educação física, trabalhou recentemente com jovens atletas e demostra estar bem atualizado em relação ao futebol.
Luciano Proença, que estava na coordenação da base, também reúne boas condições para o cargo. Já trabalhou em outros clubes profissionais e de base e sempre demostrou muita competência.
Claro que para dar certo é preciso qualidade de jogadores e uma estrutura mínima de trabalho. Mas a região é rica em formação de atletas e, pelo que foi apresentado até agora pela direção, a tendência é que a comissão técnica tenha respaldo.

Além dos resultados, a intenção é revelar jogadores
O novo projeto do clube prevê, além da busca pelo acesso à divisão intermediária gaúcha, também revelar jogadores para negociações futuras.

A ideia é muito boa, mas o desafio é enorme. Tudo passa pela captação de recursos e da capacidade que a direção terá de dar as condições de trabalho para a comissão.

Deixe uma resposta