Arte: Rede Esportiva

Como já havia colocado em colunas anteriores, o grupo de trabalho na direção do Pelotas aumentou e novos nomes surgiram para dividir as responsabilidades no clube. Mais um acerto do presidente Gilmar Schneider e da sua diretoria.

Chama atenção também a participação maior de Álvaro Prange nas decisões do futebol. O executivo, que foi contratado para a área administrativa do clube, é da confiança do presidente áureo-cerúleo e desde o Gauchão está mais presente no futebol do clube, mas sem um cargo específico no departamento.

Porém, na atual composição diretiva, será peça fundamental na montagem do elenco. Foi dele a indicação de Felipe Endres e, ainda que exista um grupo de trabalho no departamento de futebol, Prange é protagonista.

Tempo reduzido de trabalho não deverá ser problema
A preparação do Pelotas para a Copa do segundo semestre será de, aproximadamente, 20 dias. Um pouco abaixo do ideal, mas não deverá trazer muitos problemas. O principal desafio é formar um time competitivo, sem muitos recursos.

Mas, como a média de investimento das equipes na competição é baixa, provavelmente o Pelotas ainda ficará um pouco acima.

Acredito que a aposta em jogadores jovens, pelo conhecimento do técnico Felipe Endres, mesclando com alguns mais experientes, tem boa possibilidade de dar certo.

Retorno da categoria sub-20 no Lobão
O vice-presidente do Pelotas, Gabriel Ribeiro, confirmou que a direção está agilizando o retorno das atividades da categoria sub-20 ainda neste ano.

Se realmente for confirmado, será uma grande notícia. A cidade e a região são ricas em formar jogadores que acabam não sendo aproveitados por aqui. Alguns, inclusive, mesmo com potencial, acabam abandonando a carreira por falta de oportunidade.

Atualmente o clube conta escolinha e equipes até a categoria sub-17. Mas, além da criação da sub-20, é fundamental investir mais na base.

Deixe uma resposta