Imagem: Rede Esportiva

O Xavante vai enfrentar neste sábado (8) o Guarany de Bagé. Um teste oportuno e, mais do que isso, necessário. Afinal, em qual estágio da preparação se encontra o grupo de Jerson Testoni após a queda para a Série C? Não sabemos. E para isso servirá o jogo-treino.

Será um bom teste. Talvez não pela qualidade, mas pela necessidade de se avaliar em qual patamar encontra-se o time rubro-negro. Vindo de um acesso que demorou anos para acontecer, o Guarany deverá lutar para não cair no Gauchão. E para mim, neste momento, uma equipe deste porte é a ideal para o Xavante medir forças.

O Guarany poderá não ser um time de encher os olhos no estadual. Mas indiscutivelmente tem um elenco com a cara das equipes de interior gaúcho. Léo Kanu, Diego Rocha, Roger Bastos, Rafael Carrilho, Juninho Tardelli, Gustavo Sapeka e Jarro, todos nomes conhecidos de quem acompanha as peleias de nosso estado, dão uma pequena amostra da característica que terá a equipe de Badico. Certamente, combativa, que não irá aliviar para adversário nenhum.

E o Brasil, como será após o desmanche? Vejo torcedores otimistas em relação ao time. A aproximação do clube nas redes sociais também ajuda nisso. Mas fato que é só começaremos a ter uma melhor compreensão a partir de sábado, depois de Brasil e Guarany.

MERECE PALPITE
Hoje a tarde, pelo campeonato italiano, a Juventus recebe o Napoli. Com odd na Kto.com de 1.66, apostar na vitória da “Velha Senhora” é uma aposta viável.


Os textos desta coluna são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a opinião dos editores do site.

Deixe uma resposta