Imagem: Rede Esportiva

O Brasil não venceu de novo na Série B. No jogo da tarde de ontem, no Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia, o Xavante empatou com o Vila Nova em 0x0, em jogo muito brigado, e pouco jogado. Definitivamente, no aspecto técnico, o jogo passou longe de ser bom. Porém, a partida teve um ponto positivo: o Brasil foi melhor defensivamente do que já vinha sendo. Isso é inegável, e alentador.

Ofensivamente, os problemas foram os mesmos. O time não cria nada, e os atacantes, por mais que se esforcem, pouco conseguem fazer. Aliás, a preocupação fica por conta de Fabrício, melhor jogador do Brasil na competição, que saiu com uma lesão muscular. Me preocupo por ter visto a expressão facial do atleta quando saiu, e, após a partida, o atacante fez um post em perfil no twitter que continha apenas um emoji de um rosto com uma lágrima. Que não seja nada demais. Fabrício faz grande temporada, e uma parada maior poderia fazer com que ele fosse um desfalque sério ao Xavante.

Já na parte defensiva, o Brasil se acertou. Ter optado pelos três zagueiros foi um acerto de Tencati, que deixou o Brasil consistente e ajustado, principalmente na bola aérea, grande problema do clube na competição. Esse último item, muito pela entrada do zagueiro Arthur Henrique, de boa atuação. Outros bons nomes, sem dúvida, foram Kevin e Rômulo.
O Xavante sabia do problema que passava – e passa – na tarde de ontem. Por mais que não enfrentasse um grande time, sabia que não perder era uma extrema necessidade. E Tencati acertou o time para fazer isso em campo. Não acaba sendo um mau resultado, desde que na manhã do próximo sábado, quando receber o Vitória, o Xavante acabe conseguindo êxito e levando os três pontos da partida. Mas sem dúvidas, o que citei acima, à respeito da melhora na bola áerea, foi o principal aspecto positivo da tarde de ontem, pois a situação era muito difícil.

Não era segredo para ninguém que o trabalho de Claudio Tencati e do gerente Fernando Leite está/estava sob análise permanente com o acumulado de más atuações e a falta de resultados, e por isso existia a chance de trocas acontecerem após o jogo de ontem. Porém, após a partida, o vice de futebol do clube, Claudio Montanelli, que estava em Pelotas, em entrevista à Radio Universidade, disse que, se dependesse apenas dele, Tencati seria mantido no cargo. Já, indagado sobre a continuidade do gerente Fernando Leite, Montanelli titubeou e saiu pela tangente.

O único dirigente presente com a delegação era o presidente Nilton, que já está voltando para Pelotas com o grupo, desde o começo da manhã de hoje. Como a chegada em Pelotas está marcada para a noite de hoje, reuniões para debater o futuro rubro-negro devem ocorrer amanhã, mas à partir da entrevista de Montanelli, parece que o empate deu sobrevida ao comandante Xavante, que poderá, no jogo com o Vitória, manter o esquema com três zagueiros, que deu muito certo no Planalto Central.

MERECE PALPITE

Na noite de hoje, o Flamengo joga, fora de casa, contra o Defensa y Justicia. Com odd 1.85 pode ser uma aposta interessante. Outra possibilidade é ir de Velez Sarsfield(odd 2.31) contra o Barcelona, do Equador.

Deixe uma resposta