Imagem: Rede Esportiva

Na manhã de hoje (17), acompanhei atentamente entrevista do presidente da FGF, Luciano Hocsman, ao amigo Luiz Carlos Rech, na Rádio Grenal. Entre tantos assuntos, chamou a atenção quando o mandatário do futebol gaúcho colocou que os números referentes à cota dos direitos de televisionamento serão menores.

Segundo Hocsman, a negociação não está completamente fechada, mas o acerto com a TV Globo – e não com a RBS TV, como nos últimos anos – deve ficar cerca de 20% menor para os clubes. Ainda, da mesma forma, o dirigente garantiu que “com criatividade” a FGF buscará alternativas para complementar os valores que os clubes acabarão perdendo em relação ao certame deste ano.

De certo modo, a diminuição de valores por parte da TV era uma coisa no qual já era aventada, principalmente depois que os estaduais começaram a diminuir – em vários aspectos e inclusive nas datas – fazendo com que a importância deles para o torcedor, refletida na audiência, da mesma forma, começasse a encolher.

No caso específico do Brasil, que já vai ter que lidar com uma queda abrupta de orçamento pelo rebaixamento para a Série C, faz com que o garimpo, que já vem sendo feito por Jerson Testoni e Hélio Vieira, ganhe mais importância. Será preciso ser cirúrgico e ter criatividade.

Com toda a certeza veremos muito mais jogadores conhecedores da realidade local, que sabem bastante sobre como encarar o futebol pampeano. Em 2021, Tencati e Leite não eram simpáticos aos atletas desse perfil, pois acreditavam que o Brasil devia “furar a bolha”, no que até concordo, mas a ruptura foi em demasia. Chegaram muitos jogadores insuficientes, e que não sabiam onde estavam pisando. Desta vez, creio que esse erro possa – e deva – ser reparado.

MERECE PALPITE
Hoje, pelo Brasileirão, tem clássico paulista, entre Palmeiras e São Paulo. Em momento infinitamente melhor que o rival, o Palmeiras, com odd 2.05 na KTO.com, não deve ter problemas para vencer a partida.


Os textos desta coluna são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a opinião dos editores do site.

Deixe uma resposta