Imagem: Rede Esportiva

Ontem, no Prorrogação, da Dez FM, o Renan Turra, o Édson Luís e eu, batemos um bom papo com o goleiro Marcelo, um dos raríssimos destaques do Brasil na Série B.

Catarinense de Araranguá, Marcelo nos contou algumas coisas interessantes sobre sua vida, e consequentemente sobre sua carreira no futebol. A primeira coisa que me chamou a atenção no papo foi que, mesmo jovem, Marcelo se mostrou extremamente maduro, fazendo análises precisas tanto sobre o momento vivido pelo Brasil quanto ao vivido por ele, inversamente proporcional ao do clube.

Antes de chegar à base Xavante pelas mãos de Armando Desessards, o arqueiro teve passagem pela base do Criciúma, de cidade vizinha à sua Araranguá. Inclusive, essa curta distância foi fator que fez ele avaliar a possibilidade de vir mesmo para Pelotas quando a oportunidade apareceu.
Chegando na Capital Nacional do Doce, na base Xavante ele participou da Copa do Brasil da categoria, e depois teve rápida passagem pelo Farroupilha, na Terceirona Gaúcha.

Quando voltou, focou nos treinamentos mesmo quando a possibilidade de atuar era escassa, porém ressaltou: “O Alex(Lessa, preparador de goleiros) sempre lembrava que eu tinha de estar atento, pois quando eu menos esperasse a oportunidade ia aparecer. Ele nunca deixou eu desfocar dos treinamentos” – disse. E ela apareceu quase em uma casualidade.

Após grande temporada em 2020, Rafael Martins “levantou acampamento” rumo ao Guarani, passando o bastão ao sei suplente, Matheus Nogueira, que inclusive era pedido, por parte da torcida, como titular já no ano passado. Com o Brasil sendo sistematicamente atacado pelos adversários, Nogueira virara destaque até se lesionar, e quando se lesionou, Marcelo não deu brecha para ele voltar.

Jovem, de reflexo e com bom posicionamento, Marcelo rapidamente virou destaque e fez com que Nogueira ficasse na reserva. Com contrato até novembro de 2022, ele já chamou a atenção de equipes como o Cruzeiro, mas garante estar totalmente focado em ajudar o Brasil a se reerguer na próxima temporada.

Quando janeiro chegar, e a necessidade de se reconstruir já estiver acontecendo, se o Brasil começar por Marcelo, inegavelmente estará começando muito bem, pois o camisa 1 já provou que conhece do riscado, e já pode entrar na turma de Vanderlei, Luiz Müller, Pitol, Martini, Carlos Eduardo, Rafael Martins é Matheus Nogueira.

MERECE PALPITE
Hoje a noite, pela Série B, jogam Goiás e Botafogo, em uma partida que promete bastante. Com odds altíssimas na Kto.com(Goiás 2.66, empate 2.90 e Botafogo 2.80), apostar em ambos marcam (odd 1.95) é uma aposta segura, bem como com cotação muito boa.


Os textos desta coluna são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a opinião dos editores do site.

Deixe uma resposta