Imagem: Rede Esportiva

Amanhã tem jogo. Enfim, após longa espera, o Brasil começa sua caminhada na série B 2021, contra o Londrina, na Baixada.

E tal caminhada será muito mais que um simples encaminhamento em uma competição qualquer. Por parte do torcedor, será um exercício de paciência. Nos últimos 30 dias falamos aqui sobre diversos temas, mas quase sempre a tônica foi a mesma: será muito necessário ter calma e paciência com o Xavante. Pelo menos no começo da competição.
Muitos jogadores já chegaram, e outros tantos ainda estão por vir, então, como já disse o poeta: “Muita calma nessa hora”.

Meu pedido é reiterado por calma, pois o Brasil do começo do certame, pelo menos nos nomes, será próximo do que foi no Gauchão, o que, convenhamos, não é uma boa lembrança. Por isso toda e qualquer avaliação feita nas primeiras rodadas deve ser feita de maneira meticulosa para não se tornar precipitada.

Dia desses, Cláudio Montanelli se referiu ao duelo com o Londrina como um clássico, tamanho o grande número de embates entre os dois clubes, que se enfrentam desde a Série D de 2014, e, convenhamos, que alguns deles foram mais brigados do que jogados. E creio que amanhã não seja diferente.

Com muitos jogadores indisponíveis, a ideia de Tencatti para o jogo de amanhã deve ser bastante cautelosa, com prioridade para os cuidados defensivos e apostando nas bolas paradas e/ou contra ataques. Do lado do oponente do norte do Paraná, não imagino muito mais além disso, pois cerca de dez novos nomes chegaram, e o Londrina, por óbvio, não tem um time azeitado, e com quase nenhum entrosamento, mesmo que tenha jogadores perigosos, e que fizeram bom Gauchão pelo Ypiranga, como Caprini e Mossoró.

Não deve ser um grande jogo no aspecto técnico, mas deve ser um jogo extremamente disputado. E, mesmo com o desfalque importante, que é seu torcedor presente na Baixada, todos sabemos que pelear é com o Brasil. Como a formação que deverá começar o jogo, não é a dos sonhos do torcedor, que seja a que poderá fazer com que o Brasil arranque com o pé direito. Se faltar qualidade, que sobre vontade e suor. É fundamental sair vencendo, então que o espírito peleador esteja presente na tarde dessa sexta no Bento Freitas. E que ele não falte ao Brasil até o final do ano, pois ele é sempre bem vindo.

MERECE PALPITE
As 21h, o Flamengo recebe o Velez, para fechar sua participação na primeira fase da Libertadores. Ambos já estão classificados, e não devem ter tantos cuidados defensivos. Até agora, o Flamengo marcou 14 gols, já o Velez fez 10, então, a aposta em ambos marcam(odd 1.65) pode ser interessante.

Deixe uma resposta