Foto: Tales Leal / AI Pelotas

O atacante Giovane Gomez começou sua carreira nas categorias de base do Pelotas e no ano passado pôde levantar a taça de campeão da Divisão de Acesso. Com gols, inclusive na final contra o Aimoré, Giovane colaborou para a volta do Pelotas à Série A do Campeonato Gaúcho.

“Ser artilheiro é o meu objetivo. Temos que ganhar, eu durmo pensando nisso”, disse Giovane Gomez.

No entanto durante a disputa do Campeonato Gaúcho neste ano, o atacante não conseguiu ter uma sequência de jogos com a camisa áureo-cerúlea devido à lesões. Para a estreia na Seu Verardi, o jogador falou o que pretende mostrar ao torcedor: “Um Giovane melhor do que o da Divisão de Acesso. Eu não tava com a cabeça muito boa no Campeonato Gaúcho. Infelizmente tive algumas lesões, mas to fazendo um extra-campo, tratamento. Pra mim isso é tudo, tenho que jogar essa Copinha e dar o meu máximo. Ser artilheiro é o meu objetivo. Temos que ganhar, eu durmo pensando nisso”, contou.

Após a saída do Pelotas na primeira fase do Gauchão, Giovane foi emprestado ao Avenida para a disputa da Série D e lembrou a importância da competição: “Estive lá e vi como é um campeonato que o Pelotas tem que estar disputando. Sofremos na Divisão de Acesso, conseguimos, agora deu sofrer, está na hora de conquistar essa vaga para a Série D”, afirmou.

Foto: Tales Leal / Rede Esportiva

Na Copa FGF do ano passado o Lobo teve uma eliminação dolorida, nas oitavas de final, para o Real de Capão da Canoa. Questionado sobre as lições da derrota, o atleta contou que conversou com os atuais colegas sobre o episódio: “Esses times pequenos, digamos assim, que vem jogar com o Pelotas fazem uma guerra. Jogam achando que tão jogando contra a seleção, dão a vida deles. Temos que esquecer o passado e focar nessa Copinha”, falou.

Já adaptado ao trabalho do técnico Felipe Endres, que foi auxiliar de Gavilán no Gauchão, Giovane elogiou os treinamentos e a equipe montada pela comissão técnica e pelo departamento de futebol.

“Os treinos do Felipe são parecidos com o do Gavilán, só que tem muita intensidade. Ele é um cara inteligente e está trabalhando bastante. A equipe que montaram é uma equipe muito boa. Tem muita qualidade não só com a bola, mas sem a bola também dá pra ver que é uma equipe de muita intensidade. Tô comparando com a Divisão de Acesso, quando subimos o Pelotas a equipe era bem parecida com essa, tanto na forma de jogar, como na intensidade”, analisou.

O Lobo estreia na Copa Seu Verardi no dia 17, contra o 12 Horas, em São Leopoldo.

 

 

Deixe uma resposta