Imagem: Rede Esportiva

O recomeço áureo-cerúleo programado para o próximo sábado (19), na estreia da Série D, diante do Marcílio Dias, apresenta uma expectativa muito positiva. Depois de mais um péssimo Gauchão, a direção aproveitou a longa pausa em função da pandemia para começar praticamente do zero.

Além de uma nova comissão técnica e departamento de futebol, o grupo é quase todo novo e conta com uma mescla de jovens com jogadores experientes, com passagens por grandes clubes.

No papel as coisas parecem estar no rumo certo, mas é dentro de campo que a vida do clube se define e o caminho até a chegar na Série C é bem longo.


Amistoso importante e com bom resultado
Com dificuldades para realizar amistosos, a comissão técnica do Pelotas chamou atenção com treinos que simulam jogos para se aproximar do nível de competição.

No único amistoso realizado, na última sexta, o Lobo venceu bem ao sub-20. Evidente que a amostra ainda é pequena e a frase surrada do futebol de que “treino é treino e jogo é jogo”, está sempre atual.

Além do aspecto técnico, o jogo envolve também o psicológico da pressão de estreia e, mesmo sem torcida da obrigação de vencer em casa.

A necessidade de se reinventar
Sem a presença de público nos jogos, além da ausência de receita da bilheteria, os clubes sofrem com a queda vertiginosa nos departamentos sociais.
A direção do Pelotas está investindo num novo projeto para atrair os torcedores, através de um clube de vantagens que promete ser irresistível.
Além do valor muito abaixo da média de planos de sócio, R$ 19,90, o “Sou Mais Lobão” oferece uma série de vantagens para quem aderir a modalidade.

Deixe uma resposta