Foto: divulgação

O confronto das quartas de final entre Pelotas e São Borja promoverá o reencontro do veterano Chiquinho, de 38 anos, com o Áureo-Cerúleo. O meia vestiu a camisa do Pelotas em 2006 e falou ao Rede Esportiva sobre a sensação de voltar à Boca do Lobo e ainda contou que considera o Lobo favorito neste duelo.

“É sempre bom voltar a Pelotas, um clube que eu atuei uma temporada e fui muito feliz. Poder estar retornando a esse gramado onde eu tenho algum conhecimento, uma cidade onde eu morei alguns anos. Estou feliz por esse momento, feliz por estar enfrentando novamente o Pelotas, que está sempre vivendo bons momentos. E agora mais um deles, uma decisão. Quem sabe eu possa fazer o meu melhor, como venho fazendo na competição, para que a gente possa dar mais um passo rumo ao nosso objetivo”, falou.

O jogador viveu uma situação parecida no ano passado. Na ocasião jogando pelo Inter-SM, enfrentou o Pelotas pela semifinal da Divisão de Acesso. No mata-mata o Lobo levou a melhor a avançou à final: 2 a 0 em Santa Maria e 1 a 0 em Pelotas.

Foto: divulgação

O jogo de ida entre Pelotas e São Borja será no domingo (27). Embora Chiquinho considere o Lobo favorito no duelo, o meia exalta a preparação do Bugre. “Nós sabemos que vai ser um jogo muito difícil, mas também sabemos que temos totais condições de fazer um grande jogo e tentar trazer um resultado bom para decidirmos dentro de casa. É claro que pelo investimento, pela tradição, hoje o Pelotas com certeza é o favorito, mas a nossa equipe vai com muita humildade e respeitando o Pelotas. Esperamos estar em um dia inspirado, tendo uma boa preparação para que a gente possa fazer um grande jogo”, disse.

O São Borja, apesar da má campanha na Divisão de Acesso neste ano – que culminou com o rebaixamento para a Segundona – fez uma boa campanha na primeira fase da Copa Seu Verardi. Classificou em primeiro do grupo e não sofreu nenhuma derrota. A boa campanha serve como motivação para o grande desafio desta fase. “O Pelotas é uma equipe muito qualificada, que tem suas projeções dentro de todas as competições sempre. É sempre uma equipe a ser batida, então nós criamos uma expectativa muito positiva, até mesmo porque é um jogo que pode nos garantir uma vaga nacional. Temos que ter toda cautela para não sermos surpreendidos”, encerrou.

Chiquinho marcou três gols pelo São Borja na Seu Verardi, sendo dois deles nas oitavas de final contra o 12 Horas.

Arte: Rede Esportiva

 

Deixe uma resposta