A noite de quinta-feira (29) foi de tensão para os torcedores áureo-cerúleos. O ônibus com uma excursão da torcida, que assistiu à partida entre Ypiranga e Pelotas em Erechim, tombou na ERS-135. O alívio veio em seguida com a informação de que não havia óbitos no acidente, apenas feridos. O presidente Gilmar Schneider acompanhou toda a movimentação e falou nesta tarde ao Rede Esportiva.

“Acompanhamos junto com toda a direção do Ypiranga a chegada do pessoal. Tivemos vários médicos à disposição, e fomos acomodando como deu. Depois, conforme foram fazendo a triagem, teve alguns mais graves e tal. Quem foi liberado a gente conduziu para um hotel e disponibilizou alimentação e transporte para esse pessoal voltar”, disse.

Dada a proporção do acidente, o presidente se mostrou tranquilo ao falar que apenas dois torcedores ficarão hospitalizados e que eles já estão em companhia das famílias. “Tudo o que pudemos fazer, nós fizemos. Estivemos todo o tempo com os feridos, alguns mais, outros menos”, disse.

“Assim que alguns foram liberados nós conduzimos eles para o hotel e hoje mandamos dinheiro para poderem se alimentar, porque muitos perderam tudo, carteira, cartão… Agora, todos os que podem estão vindo para Pelotas”, falou.

Ídolo também fora de campo

Quem também prestou auxílio aos torcedores do Pelotas foi Sandro Sotilli, ídolo dos áureo-cerúleos. O ex-atacante estava em Erechim e assistiu à partida entre Pelotas e Ypiranga na arquibancada, junto com os torcedores do Pelotas. O “alemão matador”, como é apelidado pelos torcedores, mora em Passo Fundo e levou alguns dos feridos para a sua residência até que conseguissem retornar para Pelotas.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Após grave acidente com ônibus da torcida eles estão bem!!!esperando aqui em casa para voltar para pelotas!!

Uma publicação compartilhada por Sandro Sotilli (@sandro_sotilli) em

Clubes e jogadores também se manifestaram nas redes sociais

 

 

 

Deixe uma resposta