Foto: CBF

Em maio deste ano, o Rede Esportiva entrevistou o presidente do Pelotas, Gilmar Schneider, que afirmou ser favorável a escolha da Série D, caso o Pelotas conquistasse uma vaga nacional na Copa FGF. Porém, nove meses depois, com o Pelotas campeão da Copa Seu Verardi e com o direito de escolher entre Copa do Brasil e Série D, surgiram dúvidas na diretoria sobre para qual rumo seguir. Nesta segunda-feira (9), foi batido o martelo: o Pelotas jogará a Série D.

O presidente Gilmar Schneider afirmou em entrevista coletiva que estava realizando negociações para viabilizar a participação na competição.

Com ela, o clube terá calendário mais extenso em 2020 e a possibilidade de um crescimento em nível nacional. Especialmente no próximo ano, haverão mais datas em disputa, o que foi uma reivindicação dos clubes participantes.

Na fase principal, a Série D terá a participação de 64 clubes, sendo precedida por uma fase preliminar com oito equipes.

Os times serão divididos em oito chaves, com jogos de ida e volta. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32. Após isso, se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão. As quatro equipes que chegarem à semifinal conquistam uma vaga na Série C.

O início da competição será no dia 3 de maio e a final, no dia 22 de novembro.

Dúvida em relação a Copa do Brasil
A indecisão para a escolha entre as competições, que gerou mistério e curiosidade nas última semanas, pesou por conta do aspecto financeiro. A Copa do Brasil é bastante atrativa pelos altos valores envolvidos na premiação para os clubes participantes, o que renderia uma receita maior ao Pelotas.

Premiação:
Os valores a serem pagos dependem do avanço dos clubes nas fases da competição, considerando o bloco de distribuição do qual fazem parte. O Grupo I reúne os 15 primeiros do Ranking Nacional de Clubes da CBF. O II, é formado pelos habilitados à disputa do Brasileirão Série A, excluídos os que já estão no Grupo I. No bloco III, entram os demais.

Valores de 2019

Tabela de cotas válida para a competição deste ano. Para 2020, já foi anunciado aumento na premiação (Foto: reprodução / CBF)

Aumento nos valores de premiação
Para 2020 as cotas serão maiores:

3ª fase: R$ 1,45 milhão
4ª fase: R$ 1,9 milhão
Oitavas de final: R$ 2,5 milhões
Quartas de final: R$ 3,15 milhões
Semifinais: R$ 6,7 milhões
Vice: R$ 21 milhões
Campeão: pode receber até R$ 70 milhões

A Copa do Brasil 2020 começará em 5 de fevereiro e a final será em 16 de setembro.

Deixe uma resposta