Foto: Victor Lannes

A estreia áureo-cerúlea no Gauchão foi sem comemoração de gol. O Pelotas empatou com o Novo Hamburgo em 0 a 0, na noite desta quarta (22), na Boca do Lobo.

O técnico Antônio Picoli escalou o Lobo sem muitas surpresas em relação a equipe que enfrentou o Grêmio pela Recopa. A única mudança foi a entrada de Jô na vaga de Hugo Sanches. O Pelotas iniciou a partida com Douglas; Osvaldir, Negretti, Felipe Chaves e Juliano Tatto; Felipe Guedes, Mateus Santana e Jô; Juliano, Jean Roberto e Hugo Almeida.

O Novo Hamburgo foi escalado pelo técnico Julinho Camargo com Jacson; Chicão, Kesley, Diego Ivo e Romano; Bertotto, Nicolas e Itaqui; Mossoró, Alisson e Juba.

No primeiro tempo, as equipes se estudaram bastante mas, de maneira geral, não ofereceram perigo as equipes adversárias. Até que, aos 35 minutos, o camisa 7 do Novo Hamburgo, Nicolas, perdeu um gol na pequena área áureo-cerúlea. Após um cruzamento rasteiro, o jogador chutou à esquerda da goleira de Douglas. Aos 43, o Anilado assustou novamente com troca de passes dentro da área e uma finalização para fora de Nicolas.

Foto: Victor Lannes

Na segunda etapa, o Novo Hamburgo voltou querendo abrir o placar já aos 35 segundos, em chute cruzado de Juba que passou ao lado da trave esquerda do Lobo. Aos 18 minutos, Picoli mexeu na equipe, entrou Tadeu e Gabriel nas vagas de Hugo Almeida e Jean Roberto. Aos 42 minutos, saiu Mateus Santana para a entrada de Wallacer. Logo em seguida o atacante Jô teve a grande chance do Pelotas no jogo mas, após driblar o goleiro, finalizou para fora. As redes da Boca do Lobo permaneceram intactas e a partida encerrou sem gols.

O Lobo volta a campo para a segunda rodada no domingo (26), contra o Inter, no Beira-Rio, às 19h.

Deixe uma resposta