Foto: Tales Leal / AI Pelotas

O ano já começou com festa para a torcida áureo-cerúlea, 2019 marcou a volta do Pelotas à elite do futebol gaúcho após quatro anos. Tendo como meta permanecer no Gauchão e buscar uma vaga nacional na Copa do segundo semestre, o Lobo encerra o ano com os seus objetivos alcançados.

Embora a participação no Gauchão não tenha sido boa – foi eliminado na primeira fase terminando em nono lugar. O Pelotas marcou seu nome novamente entre os melhores clubes do estado e confirmou a presença para 2020. Em 11 jogos o Pelotas teve três vitórias, três empates e cinco derrotas. A equipe foi treinada por Gavilán, que saiu após a competição.

Em junho foi anunciado Felipe Endres, que havia sido auxiliar de Gavilán, para dar sequência no trabalho na Copa FGF.

Com um começo um pouco desanimado na Seu Verardi, com o enfrentamento com clubes de menos expressão, a diretoria optou por mudar o modelo de jogo e procurou um perfil mais sanguíneo, que conhecesse o dia a dia dos jogadores, assim, chegou Antônio Picoli para comandar o grupo nas duas últimas rodadas da fase classificatória e nos mata-matas.

Em campo a equipe demonstrou um comportamento mais focado e aplicou goleadas. Venceu equipes tradicionais como Caxias e São José e chegou ao título da Copa Seu Verardi. Antes disso, já havia garantido vaga na Série D do ano que vem, que era o principal objetivo áureo-cerúleo.

Em 2020, o Lobão terá um calendário cheio e disputa nacional.

Confira a campanha do Lobo dentro e fora de casa em 2019

Arte: Rede Esportiva

Arte: Rede Esportiva

Público

Arte: Rede Esportiva

Artilheiros

Arte: Rede Esportiva

Deixe uma resposta