Foto: Tales Leal / AI Pelotas

Na tarde desta segunda-feira (11), Tiago Gaúcho foi apresentado oficialmente na sala de imprensa da Boca do Lobo. O ex-atleta, com passagens vitoriosas pelo Pelotas, será o coordenador técnico na próxima temporada e já começa os trabalhos visando o Gauchão 2020.

O diretor-executivo, Álvaro Prange deu as boas vindas e ressaltou a importância de um profissional identificado com a torcida e o clube. “É uma satisfação muito grande ter a oportunidade de trazer ele (Gaúcho) de volta ao convívio da Boca do Lobo, agora na nova função, onde certamente ele vai nos ajudar a crescer ainda mais dentro do projeto. Trazendo toda a experiência dele de campo, de mercado, de atletas, de vivência, de vestiário, de negociações.”, disse.

Sobre as funções do coordenador técnico, Prange explicou um pouco do trabalho que será realizado. “O Tiago tem um conhecimento de jogadores, de como funcionam as coisas no mercado, negociações com diretoria, comissão técnica e vai fazer esse elo. Mas também na função de entendimento do atleta, das necessidades que eles precisam. Procurar a identificação dentro de um perfil adequado com o que pensa a direção e de como o treinador gosta de jogar. Buscar jogadores para suprir as nossas necessidades para o Gauchão, para a Série D, para o que vem pela frente. É difícil dizer “ele vai fazer tal coisa”, ele vai fazer tudo. O Pelotas é um clube onde todos opinam e tem suas opiniões”, falou.

Foto: Tales Leal / AI Pelotas

Para Gaúcho o carinho e a vontade de ver o Pelotas crescer serão os maiores aliados do seu trabalho. “Estar retornando ao Pelotas é algo que me engrandece, me deixa cheio de orgulho. É um clube que tenho o maior carinho, fui muito feliz como jogador em diversas passagens e agora começando um novo ciclo da minha vida profissional (…) Tenho o Pelotas como um clube que tem uma projeção muito grande e pode crescer a nível nacional. Isso é o que a gente vem buscar aceitando esse desafio”, contou.

Nas temporadas em que vestiu a camisa áureo-cerúlea, o ex-atleta estabeleceu uma boa relação com a torcida por suas características. A ideia do agora dirigente é que os jogadores absorvam este espírito. “O que a gente vem passar para os jogadores e para todos desse grupo, que felizmente conquistaram esse calendário para 2020, é a responsabilidade de vestir a camisa do Pelotas, é o orgulho, o comprometimento. Não só com a comissão técnica, com a diretoria que está fazendo todo o esforço possível para que o Pelotas volte a brigar de igual para igual, volte a conquistar coisas. Esse grupo já vem dando uma resposta chegando a final da Copa do segundo semestre. Mas que o Pelotas não queira apenas isso, que queira acessos nacionais. Se não fosse possível eu não estaria aqui. O Pelotas tem tudo”, afirmou.

O planejamento de 2020 já começará com a base criada na Copa Seu Verardi. “O Pelotas já entra com uma competição muito difícil, curta, que é o Campeonato Gaúcho. Já vem com uma base, nada vai ser feito de diferente. Claro que pelo conhecimento, experiência de quase 20 anos como atleta, a gente conhece, sabe quem é quem e quem pode agregar. É com isso que eu venho. Com o respaldo do Álvaro e da comissão, para buscar as peças que faltam para o Gauchão (…) fazer um grupo coeso, comprometido e que compre essa ideia. Acredite que o Pelotas pode ser ainda maior do que já é”, disse.

 

Deixe uma resposta