Foto: Carlos Insaurriaga / AI Brasil

Em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 1 contra o Guarani, ainda no Estádio Brinco de Ouro, o técnico Rogério Zimmermann analisou a partida e falou sobre a pressão para que as vitórias viessem.

Durante o jogo, o Brasil pressionou e esteve boa parte do tempo no ataque. Resultado: a equipe rubro-negra teve 21 finalizações. O que ilustra uma evolução para quem ficou sem marcar gols até a quinta rodada.

“A gente tinha feito quatro partidas em que o resultado não havia vindo. Mas foram partidas boas. Nós conversamos sobre isso, e nem sempre é fácil de entender. Eu compreendo o torcedor, mas internamente tínhamos muita convicção disso. Há alguns dias queriam tirar o Murilo Rangel, ele fez gol. Agora queriam tirar o Juba… Isso é uma característica. Foi assim com o Amado, foi assim com o Felipe Garcia. Não podemos esquecer o passado. Nós não temos dinheiro, a situação do Brasil é difícil. Vai ser um campeonato muito difícil”, comentou.

Uma boa amostra dessa dificuldade foi percebida em Campinas. No duelo, mesmo com o bom desempenho rubro-negro, a equipe correu alguns riscos. Risco até de perder um jogador expulso.

“As trocas que eu fiz foi por amarelo. O Murilo estava muito bem, mas tinha amarelo, daqui a pouco ia ser expulso. O Jatobá no primeiro tempo foi médio, no segundo, cresceu e se posicionou melhor, também tinha amarelo. O Diogo, Juba e Washington entraram muito bem e ajudaram a manter o nível”, explicou.

O Brasil terá duas partidas em casa antes da parada para a Copa América. Há promoções de ingressos. Dentro de campo, o treinador assegura a dedicação dos atletas.

“Tem que ter muito sangue frio, cabeça no lugar e treinamento. Os jogadores estão se esforçando muito, e esse esforço e essa vitória são para o torcedor. Que mesmo nas quatro derrotas nos apoiou”, falou.

Com a vitória, o Xavante pulou para a 12ª posição na tabela com 6 pontos. A sexta rodada tem continuação na sexta (31).

O Xavante volta a jogar no sábado (8), contra o Operário, no Estádio Bento Freitas.

Sexta (31)

19h15 – Figueirense x Atlético-GO | Orlando Scarpelli

20h30 – São Bento x CRB | Walter Ribeiro

21h30 – Vitória x Bragantino | Manoel Barradas

Sábado (1)

11h – Paraná x Oeste| Durival Britto

16h30 – Botafogo-SP x Criciúma | Santa Cruz

16h30 – Vila Nova x Londrina | Serra Dourada

19h – Cuiabá x Ponte Preta | Arena Pantanal

Segunda (3)

20h – América-MG x Coritiba | Independência

Deixe uma resposta