Imagem: Rede Esportiva

Logo ali na frente, teremos o começo do Brasileirão da série B, competição que nos últimos 6 anos vem se tornando costumeira para o clube da rua João Pessoa. A série B nunca foi fácil, e muito menos simples de enfrentar.

Foi assim desde a primeira vez que o Brasil começou a disputar o certame.
A série B deste ano, como todas as outras, será complicada. Se não tem partidas disputadas em altíssimo nível, tem jogos extremamente equilibrados e o Brasil já está acostumado a isso.

E na edição 2021, além de jogos disputados, entra a “grife” de enfrentar cinco ex-campeões brasileiros da série A. Não será fácil e, por isso, a necessidade de melhorar o setor principal do clube, o futebol, urge de maneira gritante. Dá para fazer? Claro. Vai ser feito? Creio que sim. Impossível imaginar quadro contrário.

Além dos embates que já se mostraram complicados, as partidas contra clubes como Cruzeiro, Vasco e Botafogo terão simbolismo extremo, devido tamanha grandeza que estes clubes tem e representam. Será uma competição difícil, mas convenhamos, atrativa, não? Sempre é importante reconhecer isso.

Como falei na última coluna, nomes já vêm sendo ventilados. E nomes mais interessantes dos que já estavam por aqui no Gauchão. Claro que vocês podem pensar: “Ah, e se não fecharem?” – Ora… isso acontece todos os anos. Sempre. E em todos os clubes que vocês possam imaginar. O mercado da bola tem dinamismo aqui em Pelotas ou em qualquer outro lugar.

Mas sosseguem, a velha máxima de que é mais fácil montar o time para o Brasileiro segue valendo. Muita gente boa fica sobrando no mercado, o poderio de oferta aumenta, por mais que muito não seja. Mas aumenta.

Não tenho dúvidas de que o Brasil na série B será outro em relação ao do Gauchão. Seja com Pitol, Reinaldo, Peninha ou qualquer outro. Mas reitero, nem todos podem vir, e outros que você, estimado leitor, nem imagina, virão. Resta aguardar os próximos capítulos.

MERECE PALPITE

Manchester City e PSG enfrentam-se hoje a tarde, pela Liga dos Campeões da UEFA. Jogo extremamente equilibrado, e que teve a partida de ida vencida pelos ingleses por 2 a 1. Difícil apostar em um vencedor, mas pelo nível de competitividade, é provável que as duas equipes marquem, e a KTO.com está pagando bem para isso: 1.60. Merece o palpite!

Deixe uma resposta