Fernando Cardozo e Cirilo em 2014 (Foto: AI Brasil)

O Xavante pode receber, ainda em 2019, um velho conhecido. Mas não se trata de um jogador: com o contrato entre Brasil e Topper prestes a encerrar, a Dresch Sport negocia com o rubro-negro o seu retorno.

Com sede em São Leopoldo, a empresa já forneceu o material esportivo xavante entre os anos de 2013 e 2014. Depois, foi substituída pela Kappa, que por sua vez foi substituída pela Topper – atual responsável pelo fardamento do Brasil.

Entre os clubes que hoje vestem camisas da Dresch Sport, estão o Pelotas, o Novo Hamburgo e o Aimoré.

Deixe uma resposta