Foto: Vinícius Dias / AI Figueirense

A crise que vem passando o Figueirense dentro e fora das quatro linhas parece estar chegando ao ápice. Segundo o site Globo Esporte, o clube catarinense comunicou oficialmente à CBF que decidiu abandonar a Série B do Campeonato Brasileiro.

A solicitação foi encaminhada à CBF no fim de semana por Cláudio Honigman, presidente da Elephant, empresa que administra o clube desde 2017.

O caso será enviado ao STJD para análise. E a CBF avalia a veracidade do pedido, contando que na semana passada, o clube emitiu um documento informando que o contrato entre a empresa Elephant e o Figueirense teria sido desfeito. O que pode mudar o rumo da história.

Caso se confirme o pedido para o abandono da competição, o regulamento do campeonato prevê a suspensão do clube de todas as competições organizadas pela CBF (incluindo equipe profissional e base). Uma volta só seria possível na Série D, após a suspensão.

A situação ainda pode ser revertida, nesta segunda-feira (23), o presidente do Conselho Francisco de Assis, afirmou que a Elephant não administra o clube desde a última quinta. Disse ainda que Honigman está tentando reverter o acordo.

No momento, o clube têm uma dívida de R$ 120 milhões, de acordo com o último balanço.

Crise
A crise interna dentro do Figueirense veio a público na partida contra o Cuiabá. Em protesto pelos atrasos salariais, jogadores não entraram em campo e foi decretado W.O.
Após isso, outros casos ainda foram externados, como a falta de plano de saúde e alimentação para os atletas. De lá para cá também teve mudança no comando técnico.

Em nota oficial, o Figueirense esclarece que ainda não foi comunicado sobre a situação e confirma a partida desta terça-feira, contra o Bragantino.

Foto: reprodução/ Site Oficial Figueirense

Deixe uma resposta