Foto: Carlos Insaurriaga / AI Brasil

A live desta terça-feira (16) com Marcos Paraná, no Instagram do Rede Esportiva, com a apresentação do narrador Marcelo Prestes, rendeu boas histórias sobre os tempos no Bento Freitas. Entre os assuntos, Paraná revelou um desentendimento com o treinador Rogério Zimmermann antes da disputa do clássico Bra-Pel em 2012.

“Jogo aberto, sinceridade, eu tive um problema com o Rogério na semana. Era um trabalho de finalização e ele só queria que chapasse a bola. Eu cheguei e soltei a perna umas duas ou três vezes. Ele falou que era só para chapar e eu soltei de novo. Aí ele me tirou do treino e saí reclamando, ele veio atrás me dar uma bronca, nos xingamos e aí pronto, caiu minha casa”, brincou.

Paraná seguiu contando que o treinador não o queria mais no elenco e ele também já estava preparado para ir embora. Contou que tiveram algumas conversas nos bastidores e quando já estava saindo da cidade, uma ligação do ex-dirigente Cláudio Montanelli o fez retornar.

E toda a novela encerrou quando Paraná foi para a concentração e iniciou o Bra-Pel no banco de reservas. “Ninguém criava nada, um dos piores tempos do futebol brasileiro foi aquele”, lembrou.

“A torcida pediu meu nome e o homem (Zimmermann) mandou eu entrar. O João (preparador físico falou “Graças a Deus”. Aí entrei e fiz um golaço, quando é para ser não adianta”, completou.

Assista à entrevista completa:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Rede Esportiva (@redeesportivaoficial) em

Deixe uma resposta