Foto: José Tramontin / AI Operário

A equipe do Operário-PR, que vai enfrentar o Brasil no sábado (8), às 16h30, no Estádio Bento Freitas, terá apenas jogos fora de casa antes da parada para a Copa América. O que tem sido um fator complicado para equipe paranaense, que até conquistou vitórias em casa, mas ainda não conseguiu pontuar fora.

O alvinegro teve duas partidas longe do Germano Krüger nesta Série B, contra a Ponte Preta e contra o Cuiabá. Nas duas, o Fantasma foi derrotado. O técnico Gerson Gusmão ressaltou a importância de começar a vencer fora de casa para manter o equilíbrio na competição. “Temos que pontuar, buscar pontos fora. Nossa equipe não pode depender apenas dos resultados dentro de casa numa competição nivelada. A gente vai buscar esses pontos fora”, falou.

Sobre o encontro com o Xavante, Gusmão demonstrou cautela, afinal essa será a primeira das duas partidas que terá fora de casa antes da pausa na competição.

“A gente sabe que é um jogo difícil. Eu sou gaúcho e sei da dificuldade que é jogar lá. É muito parecido como se joga aqui contra o Operário-PR. Uma equipe muito forte em casa, que tem o apoio do torcedor. É um jogo extremamente difícil, como a maioria (das partidas) da Série B. Uma equipe que começou com quatro derrotas, venceu duas. O que nos cabe é preparar a nossa equipe, dentro das dificuldades que a gente sabe que vai enfrentará lá, e buscar o resultado”, comentou.

Deixe uma resposta