Foto: Vinícius Amaral / Torcida Camisa 7

Seis anos após a queda de uma das arquibancadas do antigo Bento Freitas, que resultou na demolição e reconstrução do estádio, a obra está perto de ser concluída. Com as duas arquibancadas atrás das goleiras e a arquibancada geral, da Juscelino Kubitschek, terminadas, veio então uma missão que está contando com a ajuda da torcida xavante: a pintura.

Como já é de costume e, ao longo da história, ocorreu na construção, em melhorias no estádio, troca de tela, reparos no gramado e outras ocasiões, desta vez também não poderia faltar as mãos da torcida.

Foto: Vinícius Amaral / Torcida Camisa 7

A ideia, que surgiu em um grupo de torcedores “Xavantes na resenha”, foi colocada em prática com a arrecadação das tintas. O Cresce Xavante está realizando a captação de voluntários, em parceria com o Esquadrão Xavante, e a organização e logística para a realizar a mão de obra.

“É um sentimento de ser parte dessa renovação e história que o clube está vivendo. Cresci ouvindo histórias da construção e ampliação do Bento Freitas e hoje estar lá dentro vivendo essa nova fase é uma gratificação que nem sei explicar. Só tenho a agradecer o clube, o Cresce Xavante, as organizadas e todos o voluntários que tem ido lá ajudar. Principalmente ao seu Gilnei, que está à frente da pintura e Sr. Cláudio, do patrimônio, que nos recepciona de uma forma ótima para que o trabalho seja feito. É uma forma de nos sentirmos vivendo a Baixada, mesmo nesse momento de pandemia, que não podemos estar lá para torcer pelo nosso time presencialmente”, disse César Rodeghiero, primeiro secretário do Cresce.

Quem está comandando os voluntários é o Índio Xavante. Além de ser o único torcedor atualmente na arquibancada acompanhando o Brasil, o Sr. Gilnei também é pintor e está à frente da pintura. “Faço com muito amor meu trabalho para o Xavante. Fiquei muito contente com as torcidas ajudando o índio xavante a deixar nosso estádio todo pintado”, disse Sr. Gilnei.

Sr. Gilnei coleciona fantasias do mascote xavante e acompanha o Brasil nas partidas. Foto: arquivo pessoal

Além disso, as torcidas organizadas também se mobilizaram para agregar um número relevante de voluntários e conseguir concluir a pintura até o início da Série B. “É gratificante. Se pensarmos que na construção do Bento Freitas, os fins de tarde eram repletos de torcedores ajudando na construção e 78 anos depois a história está se repetindo. Nós, torcedores, realizando a primeira pintura do novo Bento Freitas, sem pedir nada em troca, apenas por amor e dedicação ao Xavante. Esse momento nunca vai ser esquecido por mim”, Gabriel Costa, representante da torcida Núcleo 1911.

A Associação Cresce Xavante, fundada em 2009, tem como principal objetivo realizar ações em benefício do patrimônio Xavante. Nas redes sociais, é possível acompanhar todas as ações realizadas e a prestação de contas.

Se você tem interesse em ser voluntário e também fazer parte dessa história, basta entrar em contato com a Associação pelo Instagram. Clique aqui. A pintura continuará durante a semana, em horários alternados, conforme disponibilidade dos voluntários.

Deixe uma resposta