Foto: divulgação / Inter

Depois de revelar pelotenses como Taison, Rodrigo Dourado, William, entre tantos outros, o Inter tem agora em seu elenco principal mais um jogador nascido em Pelotas. Trata-se do lateral-esquerdo Leo Borges, de 19 anos. O jovem, que já esteve com o grupo principal anteriormente e foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, vinha chamando atenção do técnico Eduardo Coudet e ganhou espaço no elenco após outro jovem da posição, Erik, ser negociado com um clube dos Emirados Árabes.

Ex-jogador do Progresso, o lateral é empresariado por Alcyone Dornelles. Antes de atuar e se destacar pelo clube rubro-negro, porém, atuou por seis meses no extinto Fragata, do ex-volante Emerson. O começo da trajetória, porém, se deu na escolinha do Farroupilha, comandada por Chapolin.

No Inter, Leo Borges descreve a chegada ao elenco profissional como uma sonho de criança. “Estou no clube há quase três anos. Gosto muito do trabalho das comissões que passei. Estar aqui é bem incrível, um sonho de criança. Estou adorando trabalhar com todos, com a comissão, o Coudet. Tem sido bem especial”, afirmou o jogador, em entrevista ao canal do Inter no Youtube.

Entre fazer parte do grupo e ser uma peça utilizada no 11 inicial do Inter, porém, há diferença. E é explorando as principais características que possui e a versatilidade que Leo Borges espera conquistar espaço. “Sou lateral-esquerdo de origem, mas já atuei também como zagueiro e lateral-direito. Minhas características são de força, velocidade, chegada à frente, bastante defensivo”, destacou.

No elenco profissional, o jogador ainda pôde reencontrar companheiros da conquista da Copa São Paulo, como os zagueiros Carlos Eduardo e Pedro Henrique, os meio-campistas Praxedes e Cesinha e o atacante Guilherme Pato.

_____________________

Colaborou: Felipe Monterosso

Deixe uma resposta